Com chuva ou sem chuva, as interrupções de energia em diversos bairros de Tailândia são frequentes. (foto: Álison Lázaro / Portal Tailândia)

Após o temporal que caiu sobre Tailândia, nordeste do Pará, no fim da tarde e início da noite deste domingo (3), moradores de diferentes bairros reclamam da falta de energia elétrica.

Mesmo cerca de 2h após o fim da chuva, diversos clientes da Equatorial Energia Pará, denunciam a falta de luz. Com chuva ou sem chuva, as interrupções em diversos bairros de Tailândia são frequentes.

Além do transtorno causado pelo enorme volume de águas que derrubou árvores, destelhou e alagou casas, muitos populares se queixam da qualidade do serviço prestado pela concessionária.

A Equatorial Energia

A Equatorial Energia é uma holding que detém o controle das distribuidoras de energia: Equatorial Energia Alagoas (Alagoas), Equatorial Energia Maranhão (Maranhão), Equatorial Energia Pará (Pará), Equatorial Energia Piauí (Piauí), CEEE Equatorial Energia (Rio Grande do Sul) e CEA Equatorial Energia (Amapá).

Em 2012, o Grupo Equatorial Energia adquiriu a distribuidora do Pará por 1 real, assumindo 39,1 milhões de ações de emissão da Celpa.

Conta de luz virou boleto

Em 2020, a Equatorial Energia Pará passou a utilizar os serviços dos cartórios de protesto para cobrar suas contas em atraso. Isso foi possível graças a transformação da conta de luz em boleto bancário. Antes a conta de luz era considerada título/convênio.

VEJA TAMBÉM
> Conta de luz da Equatorial Pará, agora é boleto bancário; pode ser protestado em cartório

Assim como já ocorria em outros estados, a distribuidora de energia lançou mão de mais um artifício para não perder nenhum centavo.

Sobre a falta de luz em diferentes pontos de Tailândia neste domingo, até o fechamento desta matéria, a Equatorial ainda não havia se pronunciado.

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *