Em depoimento ao delegado de plantão, João Bosco, após ser preso pela Polícia Milita na noite de segunda-feira (29), acusado de cometer o homicídio de “Curaca”, horas antes da prisão, confessou outros três homicídios em Tailândia, nordeste do Pará.

Segundo o delegado, Gleison Tomé Ferreira, contou com frieza detalhes do assassinato de Deivan Pereira, ocorrida ontem, quando a vítima estava deitada em uma rede. “Curaca” foi morto por está vendendo droga sem autorização.

“MK” como é conhecido o acusado admitiu também envolvimento na morte de Willian Costa Silva, morto com 5 tiros no dia 10 de abril, no bairro Santa Maria, Robson Silva Ferreira, de 19 anos, morto na madrugada do dia 25 de abril, na vila Macarrão e Denilvaldo de Oliveira Pinto, de 30 anos, foi morto com vários tiros, no dia 6 de junho, no bairro Aeroporto.

Todos eles tinham passagem por tráfico de drogas. Além de “MK” outras duas pessoas foram presas. A PM apreendeu também uma grande quantidade em cocaína, maconha e R$ 360 reais em espécie.

Os três estão à disposição da Justiça, no Módulo Carcerário de Tailândia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *