A delegacia de Tailândia, juntamente com a Polícia Militar continuam nas buscas do paradeiro do homem acusado de esfaquear a ex-mulher na tarde de domingo (6) em Tailândia, nordeste do Pará.

LEIA MAIS
Mulher é esfaqueada cinco vezes por ex-companheiro em Tailândia

O crime revoltou moradores de Tailândia, nordeste paraense, pela covardia e circunstancias. Valmir Martins já estava em outro relacionamento, cinco meses após a separação com a vítima. Mas para justificar a tentativa de homicídio, o homem acusou a ex de traição.

Fotos do acusado, que não aparentava disposição para cometer o crime, por sem um “homem evangélico” foram espalhadas por grupos de WhatsApp e outras redes sociais. O objetivo é ajudar a polícia a prender Valmir e fazer ele responder pelo crime.

 Entenda o caso

A vítima de 41 anos foi atingida com cinco golpes de faca no início da tarde de domingo (6), no momento que chegava na casa dela, acompanhada do filho de 17 anos. A mulher tinha ido à delegacia registrar um Boletim de Ocorrência contra o agressor.

Antes de desferir os golpes, ele a acusou de tê-lo traído, mas os dois terminaram o relacionamento há pelo menos cinco meses e, de acordo com vizinhos, ele já estaria se relacionando com outra mulher.

Após ser atingida com as facadas, a vítima foi socorrida pelos vizinhos e levada ao Hospital Geral de Tailândia (HGT). Os golpes de faca acertaram várias partes do corpo, incluindo a cabeça e a lateral do peito.

Comentários
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.