Foto: Edson Rios / Portal Tailândia

Uma movimentação de caminhões com mudanças se intensificou no conjunto de casas populares Daniel Berg, em Tailândia. Alguns famílias resolveram deixar o local após notificação de despejo da Justiça Federal e após uma casa ter sido ateada fogo, na noite de ontem (23).

O incêndio na residência, segundo os moradores, teria sido provocado por um homem que não mora no local. O intuito, seria justamente para amedrontar os ocupantes dos imóveis populares, e provocar a saída das famílias.

Outro medo em parte dos moradores é que o local seja desocupado por policiais após a notificação dos Oficiais de Justiça. Mas para a própria polícia poderá levar um certo tempo, e neste caso, apenas a Tropa de Choque seria responsável pela reintegração.

Desde segunda-feira, carros com mudança são vistos saindo do conjunto popular. Parte das famílias estão voltando para onde moravam antes de ocuparam as 1.029 casas do local.

Mas grande parte das famílias que ocuparam as casas, no dia 24 de janeiro, permanecem nas residências, a esperança é de uma solução que não seja a saída ou remoção.

Essa esperança se baseia na Lei 9.212 que proíbe despejos, desocupações ou remoções forçadas em imóveis privados ou públicos, urbanos ou rurais durante a pandemia da Covid-19.

Além disso, outra esperança dos ocupantes é que advogados conseguiam a suspensão da ordem de reintegração de posse, concedida a Caixa Econômica Federal, pela Justiça Federal, em Tucuruí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *