Pará foi o estado que mais gerou emprego formal no setor da construção civil

De fevereiro de 2020 a janeiro deste ano, o Pará foi o estado que mais gerou emprego formal no setor da contrução civil.

Gasolina, óleo diesel e gás de cozinha ficam mais caros no Pará a partir desta terça-feira

Um novo aumento no preço dos combustíveis foi anunciado na manhã de hoje pela Petrobrás.

Pará é o Estado da Região Norte com mais empregos formais no setor da agropecuária

De acordo com os dados, em outubro foram feitas em todo o Pará 1.445 admissões contra 1.005 desligamentos, gerando um saldo positivo de 440 postos de trabalhos.

Depois do aumento na conta de luz, gás de cozinha também fica mais caro a partir de hoje

O gás de cozinha comercializado no Pará continua entre os mais caros do país e varia de preço entre as várias regiões do Estado, alcançando em algumas valores superiores a R$ 100,00.

Carne bovina consumida pelo paraense tem alta acumulada de quase 50%

O levantamento ainda aponta uma tendência de alta para este mês de novembro.

Pará regista a maior geração de empregos do Brasil

Pelo quarto mês consecutivo, o Estado também manteve a alta de contratações com carteira assinada

Com a alta de mais de 100% no preço da cebola, hortaliças também ficam mais caras no Pará

Preço do kg da cebola sofreu reajuste de 108,10% no primeiro semestre e custou, em média, R$ 6,68 em junho.

Preço do gás dispara no Pará e é vendido por até a R$ 110

O gás de cozinha comercializado no Estado do Pará é o sexto mais caro do Brasil, de acordo com pesquisa divulgada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA).

Paraenses pagam 18,51% mais caro pelo óleo de cozinha, afirma Dieese

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos do Pará (Dieese/Pa), revelou…

Pará fecha o ano com óleo diesel entre os quatro mais caros do Brasil

Levantamento a partir dos dados da ANP mostra acúmulo de 5% nos últimos doze meses.

Alimentação do paraense apresenta aumento de preço da inflação no ano

Produtos como o feijão tiveram alta de mais de 50%, enquanto o tomate teve queda de 27%.

Na volta às aulas, material escolar apresentam reajuste de até 10%

Levantamento do Dieese mostra que aumento de preço de itens escolares está acima da inflação.