Crédito: Agência Pará

Pelo quinto mês consecutivo, o Pará apresentou crescimento nos empregos formais no setor da agropecuária. Segundo um estudo divulgado pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (DIEESE/PA), com base em informações oficiais do Ministério da Economia, segundo o novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), foram 440 novos postos de trabalho no mês de outubro. O Pará é o estado da região Norte que mais apresentou alta no crescimento de empregos no setor.   

De acordo com os dados, em outubro foram feitas em todo o Pará  1.445 admissões contra 1.005 desligamentos, gerando um saldo positivo de 440 postos de trabalhos.

Ainda de acordo com o departamento, de janeiro a outubro de 2020, foram feitas 11.936 admissões, contra 9.725 desligamentos, com a geração de 2.211 postos de trabalhos   Em toda a região Norte, no mês de outubro, foram feitas no setor da Agropecuária, 2.258 admissões contra 1.625 desligamentos, gerando um saldo positivo de 633 postos de trabalhos formais. 

Com base nos estudos, o Pará foi o estado da região Norte que mais gerou empregos formais, seguido do Tocantins com a geração de 845 postos de trabalhos, em seguida Rondônia, com a geração de 385 postos de trabalhos, em quarta colocação o estado do Amazonas, com a geração de 91 postos de trabalhos, seguido do Acre com a geração de 55 postos de trabalhos e do Estado do Amapá com a geração de 32 postos de trabalhos.

 Na contramão dos demais estados, apenas Roraima apresentou queda na geração de empregos formais com saldo negativo de 37 postos de trabalhos.

Por: Roma News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *