Uma ação que envolveu policiais civis do Pará e do Maranhão, além de policiais militares da Regional de Imperatriz e integrantes do Centro Tático Aéreo (MA), prendeu, na sexta-feira (17), Paulo Garcia da Rocha, de apelido “Velho Pernambuco”. Ele é acusado de integrar o núcleo criminoso responsável por diversos roubos a instituições bancárias na modalidade “novo cangaço”, ocorridas no Pará nos anos de 2019 e 2020. A última ocorrência deste tipo aconteceu no dia 3 deste mês, em uma agência de São Domingos do Capim, nordeste do Pará. A notícia foi divulgada neste domingo, pelo governo do Estado.

foto: reprodução Silvan Alves

VEJA MAIS
Bando assalta agência bancária em São Domingos do Capim

Investigações

A prisão é resultado de intensas investigações realizadas pela Delegacia de Repressão a Roubos a Banco (DRRBA), vinculada à DRCO, em que foi possível identificar os dois explosivistas do bando. Simão Rocha Carvalho, conhecido como “Cabeludo”, morto em troca de tiros com a polícia na cidade de Dom Eliseu, logo após a última ação criminosa, e Paulo Garcia da Rocha. Ele também estava no veículo juntamente com Simão, em Dom Eliseu, no entanto, conseguiu fugir. 

foto: PM/MA

O trabalho de inteligência permitiu identificar que Paulo estaria em uma das suas residências na cidade de Imperatriz, no Maranhão. Os policiais civis da DRRBA/DRCO – PA, em conjunto com policiais civis da Dcrif/Seic – MA, com apoio de policiais militares e policiais civis da Regional de Imperatriz, e integrantes do Centro Tático Aéreo (CTA/MA) conseguiram dar cumprimento aos mandados de busca e apreensão em diversas residências do acusado, bem como aos mandados de prisão preventiva expedidos por diversas comarcas do Pará em desfavor do suspeito. 

foto: Polícia Civil do Pará

Prisão – Ao ser interrogado, foi constatado que Paulo estava foragido do sistema penal paraense com o nome de José Eudes de Almeida e já possuía quatro condenações transitadas em julgado no Poder Judiciário paraense, pelos crimes de homicídio qualificado, latrocínio, roubo a instituições financeiras e porte ilegal de arma de fogo. Em diligência na residência do suspeito, foram encontradas diversas emulsões explosivas (bananas) de dinamite, espoletas, detonadores, grande quantidade de cordéis detonantes, “miguelitos” e a quantia de R$ 4.285 em valores roubados na última ação criminosa realizada em São Domingos do Capim.

Com informações Polícia Civil do Pará

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *