Nas primeiras horas da manhã deste sábado (11), populares encontraram o corpo de uma mulher, entre a vicinal Badarote e o residencial Jardim Primavera, em Tailândia, nordeste do Pará. A vítima estava seminua, apresentava marcas de agressões e uma grande queimadura que indo do pescoço a um dos lados do rosto.

Sem ter a identidade da vítima conhecida, os policiais da delegacia de Polícia Civil de Tailândia começaram os primeiros levantamentos para identificar e apurar as circunstâncias da violenta morte.

Um vídeo gravado por um internauta, rapidamente ganhou os grupos de WhatsApp, deixando muita gente perplexa com a violência do crime.

Reconhecimento da vítima
Ainda no período da manhã, parentes da vítima foram até a delegacia e reconheceram que se tratava da professora Rosângela Vidal, profissional da rede pública municipal de ensino.

Após a divulgação da identidade de Zanda Vidal, como a professora era popularmente conhecida, a cidade ficou em choque e o clamor por justiça foi o que se ouviu durante o dia inteiro.

Dor e pedido de justiça pela morte da professora Zanda Vidal (foto: reprodução Facebook)
Manifestações se solidarizando com a família e pedindo justiça. (foto: reprodução Facebook)

Manifestação da prefeitura
Em uma rede social, a prefeitura de Tailândia publicou uma nota de pesar, se solidarizando com a família e pedindo rapidez às autoridades de segurança púbica na investigação do caso:

Investigação

Ao Portal Tailândia, afirmou o delegado João Bosco, que conduz o caso junto com os investigadores, que a equipe está empenhando todos os esforços para esclarecer a morte da professora. O delegado informou ainda que trata-se de um homicídio.

Comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *