Os corpos de mãe e filha, encontradas mortas no início da noite de ontem (18) dentro de uma kit-net, na rua do Campo, no bairro Aeroporto foram removidos na manhã desta sexta (19) pela Polícia Criminal, do IML de Tucuruí.

Tereza Conceição da Silva, de 44 anos, e a filha Alessandra Silva dos Santos, de 24 anos, foram mortas com várias facadas. Tereza estava com as mãos amarrada para trás e amordaçada sobre a cama, enquanto o corpo de Alessandra estava ao lado da cama. As duas estavam de bruços com perfurações nas costas.

A Polícia Civil já ouviu testemunhas e um suspeito, mas até o momento o crime permanece um mistério em Tailândia, nordeste do Pará. O delegado Luís Gustavo é que cuida do caso, junto com a equipe da delegacia passaram a madrugada e a manhã de hoje em diligências, mas até o momento nenhuma informação ajuda a desvendar o crime.

O crime

Tereza Conceição da Silva, de 44 anos, e a filha Alessandra Silva dos Santos, de 24 anos, foram mortas com várias facadas. Até o momento não há identificação de suspeitos ou que teria motivado o crime.

Alessandra era portadora de deficiência intelectual, a mãe era quem cuidava dela. As duas moravam sozinhas em uma vila de quartos, há cerca de 8 meses.

Tereza Conceição foi encontrada sobre a cama, com as mãos amarradas para trás e amordaçada, enquanto o corpo da filha estava de bruços jogado ao lado da cama.

O que também chamou atenção da polícia foram as várias perfurações nas vítimas.

De acordo com vizinhos, às duas eram ótimas pessoas. Mãe e filha frequentavam uma igreja evangélica e não possuíam desavença com ninguém. Mas ninguém chegou a ouvir pedidos de socorro ou gritos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.