Perdas – 2021 foi um ano de perdas para algumas famílias de Tailândia. Foram meses difíceis, marcados pela pandemia da Covid-19, que vitimou 137 pessoas no município.

Mas além da pandemia, muitos conhecidos e pioneiros participaram por decorrência de outros problemas de saúde, como o AVC e ataque cardíaco. Com a proximidade do dia 2 de novembro, Dia de Finados, muitos deles receberão homenagens dos familiares.

Políticos como os ex-vereadores Banha e Chiquinho, pastores como Vanildo Mendonça e Manoel Farias, conhecidos do meio esportivo como Melque, Carlinhos, e até pioneiros como dona Zulmira e ‘Seu Dico’ estão entre os que nos deixaram em 2021.

Antônio Vicente – Banha

O ex-vereador Banha em evento de solenidade na Câmara Municipal de Tailândia

O ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Tailândia, Antônio Vicente da Silva, popular ‘Banha’, aos 57 anos, morreu em decorrência da Covid-19, no dia 2 de abril deste ano após ser internado em uma UTI em Belém, o ex-vereador .

Banha foi vereador por 4 mandatos e tinha ajudado a reeleger a esposa, Raimunda Pastana ao segundo mandato na CMT.

Melquisedec Cruz Gonçalves

Foto: Reprodução Facebook

O ex-Secretário Municipal de Cultura, Esporte e Lazer de Tailândia, Melquisedec Cruz Gonçalves, era um dos grandes entusiasta do futebol municipal. Ele morreu no dia 18 de abril, aos 52 anos de idade também com complicações da Covid-19.

Filiado ao MDB, partido do governador Helder Barbalho, Melquisedec chegou a disputar eleição para prefeito em Tailândia e concorreu à Câmara Municipal também.

‘Seu Chiquinho'

Francisco Claudino Mendes, conhecido como “Chiquinho” foi um político e pecuarista em Tailândia. Ele morreu aos 71 anos, no dia 2 de fevereiro no Hospital Geral de Tailândia (HGT), depois de complicações no quadro de saúde.

“Seu Chiquinho” foi um dos poucos políticos locais que fizeram parte do Executivo, como vice-prefeito e do Legislativo, como vereador por duas vezes, inclusive, como presidente da Câmara Municipal.

A esposa dele, dona Antônia Elias Mendes, morreu três dias depois. O casal formou uma grande família em Tailândia.

Carlinhos

Foto: Divulgação

Carlos Pereira Silva, de 51 anos, mais conhecido como “Carlinhos do Tropical”, foi irmão da ex-primeira dama do município Eliete Sousa. Chegou ainda muito novo, quando Tailândia ainda era uma vila, em 1978.

Considerado um dos pioneiros do município. Morreu por insuficiência renal no dia 11 de fevereiro, 51 anos de idade.

Pastor Vanildo

O pastor evangélico Vanildo Mendonça, de 49 anos, morreu no dia 2 de abril vítima de Covid-19. O religioso chegou a ser internado em um leito de UTI em Belém, mas não resistiu.

Pastor Manoel

Foto: Reprodução Facebook

Outro evangélico a nos deixar em 2021 foi o pastor Manoel Farias Gomes, aos 71 anos, no dia 24 de março também vítima da Covid-19. Ele era pastor na igreja evangélica Assembleia de Deus Ministério de Madureira, em Tailândia.

Dona Zulmira

Dona Zulmira morreu aos 67 anos após problemas de saúde. Pioneira em Tailândia, foi a primeira farmacêutica da cidade. Zulmira de Sousa Saraiva chegou ao município na década de 70, em 1978. Com a profissão teve grande relevância no desenvolvimento e contribuição para a saúde do município.

‘Major Robson'

Outra perda bastante sentida por moradores de Tailândia, nordeste paraense, foi a do Tenente Coronel da Polícia Militar, Robson Martins de Oliveira, ocorrida no dia 20 de fevereiro. ‘Major Robson' como era conhecido foi vítima da covid-19 e morreu após 45 internados em um hospital de São Paulo.

‘Seu Lins’ 

O pecuarista e agricultor José Lins de Oliveira, nos deixou aos 74 anos ao sofrer um um ataque cardíaco, no dia 7 de agosto. ‘Seu Lins’ como era bastante conhecido em Tailândia, nordeste paraense, já estava internado em um hospital em Belém.

Elio Bonneman e Reggina Berenice

O casal de empresários Elio Edson Bonemann e a esposa Reggina Berenice Bonemann, amboas com 59 anos, faleceram com diferença de 22 dias de um para o outro.

Elio morreu no dia 19 de julho, enquanto a esposa Reggina nos deixou no dia 9 de agosto.

Jakeline Sampaio

A morte da confeiteira Jakeline Sampaio, no dia 25 de março também causou grande comoção na cidade, por ela ser bastante conhecida em Tailândia. “Jack” como era chamada, foi diagnostica com covid-19 após acompanhar o pai até Imperatriz/MA.

Laércio do Jardim Liberdade

Foto: Reprodução

Ainda em março outra perda, causada pela pandemia da covid-19, foi a morte do presidente da Associação dos Moradores do loteamento Jardim Liberdade, Laércio Gomes da Silva. Laércio tinha concorrido a uma vaga na Câmara Municipal em 2020. A morte dele aconteceu no dia 27 de março.

Caju

O mecânico Raimundo Cardoso, popularmente conhecido por “Caju”, nos deixou no dia 4 de junho aos 57 anos, depois de lutar contra um câncer. Ele descobriu a doença em 2019 e lutava desde para restabelecer a saúde, mas perdeu a batalha.

Mecânico de profissão, trabalhou por muitos anos na Prefeitura de Tailândia. Por isso, em homenagem a ele as bandeiras ficaram meio-haste na PMT. Ele deixa 4 filhos e 3 netos.

Alex Sampaio

Quem também nos deixou precocemente em 2021 foi Alex Sampaio, aos 43 anos, vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). A morte aconteceu no dia 7 de julho.

Alex concorreu à Câmara Municipal de Tailândia, nas eleições de 2020. Ele obteve 225 votos, algo em torno de 0,58% dos votos proporcionais.

Adonias Peniche

O jovem Adonias Peniche Pinto faleceu aos 34 anos após ter dificuldade na respiração por conta da covid-19. Adonias chegou com convulsões e saturando 44% no HGT, foi intubado, mas não resistiu e morreu no dia 18 de abril.

Altimá Alves

Altimá Alves da Silva, morreu aos 50 anos de idade após ser internado em uma UTI em Belém. Atuou na assessoria do deputado federal Nilson Pinto (PSDB) e chegou a concorrer a uma cadeira na ALEPA. Em 2020 concorreu ao cargo de vereador de Belém.

‘Nego Jango’

“Nego Jango” era como todos chamam João Batista de Castro, de 49 anos, que nos deixou no dia 9 de junho após lutar bravamente contra a covid-19. Ele chegou a ser transferido, mas não resistiu.

“Seu Dico” 

“Seu Dico” em fevereiro de 2021 (foto: Israelly Nascimento / Portal Tailândia)

Outro grande pioneiro de Tailândia a deixar saudade em 2021 foi seu “Seu Dico” de 92 anos. Era assim que chamavam Raimundo Alves do Nascimento que chegou em Tailândia em 1974, vindo de Canindé, no estado do Ceará.

“Seu Dico” foi o primeiro idoso a se vacinar contra a covid-19. ele morreu vítima de vítima de pneumonia.

Otacílio

Em julho outro pioneiro deixou saudade, Otacílio Gomes de Araújo, morreu aos 73 anos de idade no dia 9 daquele mês, no hospital Ordem Terceira, em Belém.

Um dos primeiros moradores do município, ele chegou na região que seria Tailândia, no ano de 1979.

Gordo do Lanche

Francisco Cantanhede Pereira, mais conhecido como “Gordo do lanche”, nos deixou aos 53 anos após problemas de saúde. “Gordo” era diabético e teve dificuldades nos rins e água nos pulmões.

Gesa

‘Gesa' como era conhecida Maria de Jesus Pereira de Sousa do Nascimento, nos deixou recentemente após um AVC hemorrágico atingir ela no dia 26 de setembro. Ela trabalhava como assessora parlamentar da vereadora Rosa da Saúde.

Professora Mirian

Foto: Facebook Mirian Bittencourt

Conhecida do meio educacional por estudantes, professores e pais, Mirian Bittencourt faleceu precocemente no dia 7 de maio após ataque cardíaco.

A profissional de educação era querida entre os colegas de profissão, alunos e ex-alunos. Coordenou por diversos anos a “Feira de Ciências” da escola José Manuel de Araújo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *