isolamento-para-protestos-pref-e-camar-tailandia~1
Frente da Câmara e Prefeitura isoladas para manifestação (foto: Josenaldo Jr/Portal Tailândia)

A ideia inicial de realizar uma manifestação em Tailândia teria partido de Talita Lorrayne, uma jovem que reside em Tailândia há 5 anos. Como ocorreu no restante do país e até no exterior, a divulgação e mobilização para a realização  do protesto teve início na rede social Facebook e logo ganhou vários adeptos.

Na manhã de ontem, 25, Talita concedeu uma entrevista a BMTV, canal de TV local afiliado a Rede Record. Segundo ela, a manifestação “não tem cunho político partidário e nem é apoiada por nenhum político”. Talita afirma ainda que a manifestação será pacífica, que tem um trajeto específico e que não farão barricadas na PA-150. Há no entanto muitos comentários e discussões nas ruas e no Facebook de que Talita esteja sendo apoiada e financiada por políticos contrários a atual gestão municipal e por isso a manifestação em Tailândia divide opiniões.

Talita-Lorrayne-Entrevista-BMTV-Portal-Tailandia
Talita Lorrayne em entrevista à BMTV nesta terça-feira (25) (foto: Josenaldo Jr. / Portal Tailândia)

Um clima de tensão está instaurado na cidade, moradores, comerciantes e o poder público fecharam as portas. Muitos logistas retiraram seus produtos das lojas, alguns bancos isolaram com madeira a frente das agências para proteger as vidraças. Em volta da Prefeitura e da Câmara de Vereadores foi feito um cordão de isolamento a pedido do comando da Polícia Militar para delimitar o limite dos manifestantes.

Há boatos de pessoas com pneus e bombas caseiras para serem usadas durante a manifestação. Nesse sentido, a Polícia Militar de Tailândia pediu reforços e vai contar com um maior contingente para acompanhar os protestos.

Ainda ontem, o prefeito de Tailândia Rosinei Pinto de Souza, popularmente conhecido como Ney da Saúde, em pronunciamento às emissoras locais (BMTV e TV Tailândia), fez um breve balanço das ações dos 6 primeiros meses de seu governo e no final, afirmou ser “totalmente a favor das manifestações, desde que não haja danos ao patrimônio privado e público”. A vice-prefeita Maria Júlia Celestrino também falou à BMTV também afirmando ser à favor, mas pedindo paz e relembrando as mazelas deixadas pela manifestação ocorrida em 2008 durante a Operação Arco de Fogo.

O início da manifestação está prevista para as 16hs com saída no Ginásio de Esportes Werner Krombauer em direção a Prefeitura Municipal.

 

Para acompanhar mais notícias de Tailândia, Curta o Portal Tailândia no Facebook: facebook.com/portaltailandia.com.brSiga também o Portal Tailândia no Twitter e por RSS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.