Referência no atendimento às gestantes e puérperas na mesorregião do nordeste paraense, o Hospital Geral de Tailândia aderiu ao Agosto Dourado, mês dedicado ao incentivo do aleitamento materno, com realização de ações de educação em saúde com repasse de orientações e distribuição de material educativo sobre a importância a amamentação e da rede de apoio composta pelos profissionais de saúde, família e amigos.

A programação alusiva ao Agosto Dourado no HGT, faz parte do projeto “Laços de Amor”, desenvolvido pela equipe multiprofissional e, que este ano passou por uma nova edição com o intuito de fortalecer a relação entre as gestantes e a equipe multiprofissional da unidade hospitalar, transmitindo às futuras mamães mais segurança na assistência obstetrícia antes, durante e no pós-parto.

Entre as puérperas atendidas pela unidade hospitalar, este mês, esteve a usuária Ducirene Prazeres do Nascimento, 33, que elogiou a iniciativa da equipe do HGT. “Essas orientações despertam as mães para o ato de cuidar no dia a dia, servindo para multiplicar as informações para nossa família e amigos. Agora estou mais segura para cuidar da minha filha”.

A pediatra do HGT, Maria Helena Machado, ressalta que a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) tem dado, ao longo dos anos, destaque à importância da amamentação. “Este ano houve o desdobramento com o tripé: a importância do aleitamento materno em tempos de Covid-19. A importância do aleitamento materno para o planeta terra e em relação à Comunicação”.

Ela detalhou ao explicar que o leite materno é o único alimento que fornece os anticorpos necessários para redução dos riscos do bebê de contrair a Covid -19. “Nesse aspecto, as mães devem atentar para aleitamento materno exclusivo, nos seis primeiros meses de vida”, observou a médica.

Com relação a importância para o planeta, ela observa que o aleitamento não gera resíduos (lixos) e ele não elimina gases tóxicos ao planeta. Isso importa para a atual e futuras gerações futuras. Já na Comunicação, diz respeito ao repassa de informações e esclarecimento à população, sobretudo, às grávidas e puérperas, seus familiares e amigos.

Referência em Obstetrícia e atendimento na Maternidade, de janeiro a julho deste ano, a equipe multiprofissional do HGT realizou 934 partos, sendo que 617 normais e 317 cesários. No mesmo período, também foram realizados 427 atendimentos Ambulatoriais na especialidade de Pediatria, e 118 internações na referida especialidade.

De acordo com a coordenadora do grupo do projeto “Laços de Amor”, a psicóloga Eudeileia Santana, os membros voluntários tem a missão de promover o acolhimento humanizado às gestantes e puérperas para conhecer melhor a estrutura hospitalar. “Nosso intuito é que essas usuárias ganhem mais segurança no momento pré parto, no parto e pós parto, para reforçar o laço de amor entre mãe e filho”.

A usuária Marilsa Sodré de Menezes, 30 anos, participou das ações de educação em saúde do Agosto Dourado do HGT e aprovou a programação. “É importante ter orientações dos profissionais, reforçando a troca de afeto, conforto e segurança pra mim e meu bebê”.

O Ministério da Saúde (MS) informa que, após avaliação de mais de 14.500 crianças menores de cinco anos entre fevereiro de 2019 e março de 2020, foi constatado que mais da metade (53%) das crianças brasileiras continuam sendo amamentadas no primeiro ano de vida. Entre as menores de seis meses, o índice de amamentação exclusiva é de 45,7%. Já nas menores de quatro meses, de 60%.

As ações estão sendo desenvolvidas também com apoio do Grupo de Trabalho de Humanização (GTH), coordenado pela pedagoga Elizabet Gomes; pelo Serviço de Nutrição e Dietética (SND), que é coordenado pela nutricionista Patrícia Manfredi; e pela nutricionista Clínica, Katrinne Mayanne; e pela fonoaudióloga Sinthia de Freitas Leão.

Serviço: O Hospital Geral de Tailândia é um órgão do Governo do Pará, administrado pelo INDSH, em parceria com a Sespa. A unidade fica na Avenida Florianópolis, s/n, no Bairro Novo. Mais informações pelo fone (91) 3752-3121.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *