O delegado de plantão João Bosco Vagioli vai ouvir o depoimento da esposa de Patrick Allan. O jovem de 25 anos de idade, morto a tiros na noite de sábado (06), dentro de uma casa, próximo a entrada da vicinal 10, em Tailândia, nordeste do Pará.

A mulher, que é testemunha ocular do crime, foi atingida com tiros nos joelhos. Ela está internada no Hospital Geral de Tailândia (HGT). O estado de saúde é considerado estável, sem risco de morte.

Uma das linhas de investigação da polícia é do crime de pistolagem. Estojos de munição de pistola 380 foram encontrados no local do crime. A vítima não tinha ficha criminal, mas a polícia que investigar a conduta para saber se tem ligação com a morte.

O depoimento da mulher pode ajudar a Policia Civil a entender e conhecer os motivos pelo qual “Magrão” foi morto.

O homicídio

Patrick Allan, de 25 anos, vulgarmente chamado de “Magrão” foi morto a tiros na noite deste sábado (06), próximo da entrada da vicinal 10, em Tailândia. A mulher dele foi baleada nos dois joelhos, ela foi encaminhada ao hospital e não corre risco de morte.

O crime foi cometido por dois homens, por volta das 21h. O casal estava em casa, local cedido à eles em uma antiga serraria, às margens da rodovia PA-150. O filho do casal presenciou tudo, segundo a polícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *