Igor foi preso e deu um nome falso à polícia (foto: Cleyton Rogério / Portal Tailândia)

Tailândia – O assassinado confesso de Anderson Zucoloto, que foi preso pela Polícia Militar dois dias após cometer o crime, ocorrido na terça-feira, 27, tentou enganar a polícia ao dar um nome falso, depois de ser preso.

Igor Silva Lopes é o verdadeiro nome do acusado, que deu nome falso de Paulo Nascimento de Jesus, e que seria natural de Breu Branco. Na verdade, a polícia descobriu, que além do nome, ele é de outra cidade, Pacajá no Sul do Pará, e não de Breu Branco como ele disse à imprensa.

Igor confessou ter atirado em Anderson Zucoloto, por imaginar que Anderson estaria reagindo ao assalto no momento que levava a mão ao bolso para pegar a chave de uma moto e entregar ao criminoso.

Igor Silva Lopes continua preso em Tailândia à disposição da justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *