O sábado foi de muito trabalho para pilotos, copilotos, médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, envolvidos diretamente na transferência de pacientes via UTI aérea de Tailândia, nordeste do Pará.

O serviço que é gratuito à população de Tailândia e região realizou três transferências durante este sábado 10. No início da manhã, por volta das 7h, uma mulher de 60 anos, com princípio de infarto foi encaminhado ao Hospital de Clínicas Gaspar Vianna.

Já por volta das 12h30, um morador do distrito Palmares, de 34 anos, diagnosticado com Covid-19, com dificuldade na respiração e tendência a se agravar foi transferido ao hospital de campanha no Hangar.

E por volta das 15h, o avião decolou com o terceiro paciente. Um homem de 36 anos, com traumatismo craniano após ser agredido na noite de ontem. Segundo a esposa dele, o paciente reagiu a um assalto na avenida do Aeroporto e teve o crânio rachado após receber um golpe de facão.

O tempo de viagem leva em torno de 35 minutos após a decolagem e pouso. A rapidez ajuda que os pacientes cheguem em tempo recorde até os hospitais e assim tenham atendimento mais rápido e evitem o sofrimento das estradas.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *