Variante delta desafia controle da pandemia no mundo — Foto: Getty Images via BBC

Uma mulher que veio de Goiânia (GO) testou positivo para Covid-19 e passou por internação em um hospital particular em Santarém, oeste do Pará, é monitorada devido a suspeita de contaminação pela variante delta, que teve o primeiro registro na Índia e provocou milhares de mortes naquele país devido à agressividade das complicações clínicas.

No caso suspeito em Santarém, a paciente apresenta quadro leve, recebeu alta e foi para isolamento domiciliar.

De acordo com o hospital particular que atendeu a paciente, a Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) e a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) foram comunicadas do caso e já foi realizada a coleta de swab para exame de sequenciamento genético.

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informou na tarde desta segunda que recebeu, encaminhada por um hospitalar particular, uma paciente que positivou para Covid-19 e que ela viajou recentemente para um estado que possuí casos comprovados da variante delta do novo coronavírus.

“Por esse motivo, a Semsa coletou material e entregou ao Labimol/Ufopa, que a pedido da Sespa, será encaminhado ao Lacen/Fiocruz para o exame de sequenciamento genético, que é capaz de identificar se a paciente possui ou não a contaminação pela variante delta. A paciente está em isolamento domiciliar e monitorada pela equipe de Vigilância Epidemiológica da Semsa”, informou.

Um caso da variante delta foi confirmado no Pará pelo Instituto Evandro Chagas (IEC), na semana passada. A paciente é uma jovem de 26 anos que apresentou sintomas da Covid-19 após chegar de uma viagem aos Estados Unidos.

Com informações do G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.