O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), o ex-assessor Fabrício Queiroz e mais 15 investigados foram denunciados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, na noite desta terça-feira, 3, à Justiça por organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro e apropriação indébita no esquema das “rachadinhas”. Na época, Flávio Bolsonaro era deputado estadual.

A denúncia foi ajuizada em 19 de outubro e encaminhada ontem ao desembargador responsável pelo processo no Tribunal de Justiça do Rio.

Uma liminar concedida pela 33ª Vara Cível do Tribunal, em setembro, proibiu a Rede Globo de divulgar informações sobre o inquérito. O veículo de comunicação afirmou que a decisão judicial foi um cerceamento à liberdade de informar, uma vez que a investigação era de interesse de toda a sociedade.

Fonte: G1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *