Fabricio Luan da Silva, está sendo procurado pela Polícia Civil acusado de aliciamento de menores em Parauapebas, sudeste do estado. Três mandados de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão foi expedido pela 2ª Vara Criminal de Parauapebas.

De acordo com a delegada Ana Carolina, titular da DEAM, no inquérito, conta que Fabrício convence as vítimas menores de idade  a se prostituir, para atender os fetiches de estupradores.

A cafetina está foragida e deverá ser inserida no sistema como procurada. A ação da polícia faz parte da operação “Book Rosa”, iniciada em setembro, após três adolescentes desaparecidas serem encontradas sob o poder do agenciado Fabrício Luan, que as exploram sexualmente.

Leia também:

Na operação os  envolvidos no crime de estupro de vulnerável, dois empresários e um advogado foram presos em Parauapebas, Fabrício Luan conseguiu fugir.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *