Nesta quinta-feira policiais militares executaram um homem identificado como Elivelton Santos na frente da esposa e filhas no município de Dom Eliseu, nordeste paraense, porque tinha o mesmo nome de um traficante, segundo a família.

O corpo de Elivelto Leonardo dos Santos, de 29 anos, foi sepultado neste sábado (1º). Durante o enterro, parentes dele pediram justiça.

Moradores da região informaram que agentes da Polícia Militar (PM), confundiram a vítima com um traficante de drogas que estavam sendo investigando. Os agentes entraram na residência de Elivelton, na zona rural do município, e o executou na frente da família.

Segundo a PM local, agentes estão atuando em uma operação para desarticular o crime organizado na região. Em nota, a corporação disse que “todos os procedimentos legais foram adotados” e que “um inquérito policial militar será aberto para investigar o caso”.

A Promotoria Militar informou que vai pedir instauração de inquérito policial militar para apurar o caso. A Polícia Civil também afirmou que já está investigando a morte de Elivelto.

 Informações de G1/PA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *