Uma mulher foi presa nesta quarta-feira (28) durante uma operação da Polícia Civil em algumas cidades do Pará. A criminosa que não teve sua identidade revelada é uma das maiores estelionatárias do estado.

A operação “Litania” cumpriu mandados de prisão e busca e apreensão em Belém, Altamira, Porto de Moz e outras cidades do estado. A mulher estavas sendo investigada pelo desvio de mais de R$ 10 milhões de clientes.

Nas buscas foram apreendidos aparelhos celulares, documentos e dispositivos de armazenamento. Todo o material será periciado e passa a compor o inquérito policial instaurado pela Polícia Civil.

As apurações apontaram que o crime foi baseado na promessa de uma herança bilionária, em que a suspeita afirmava ter ganhado uma indenização no valor de R$ 42 bilhões, sem revelar o número do processo, alegando que tramitava em segredo na Justiça Federal, e assim aplicava o golpe.

A indiciada será investigada pelos crimes contra de fraudes contra a economia popular, estelionato, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e associação criminosa.

De Portal Tailândia com informações de G1/PA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.