O coveiro Fábio José da Silva, de 39 anos, foi preso no último sábado (31), em Pernambuco, no seu local de trabalho, após a polícia descobrir que ele usava o cemitério como ponto para tráfico de drogas e venda de armas. As informações são do Metrópoles. 

Segundo a Polícia Civil, o homem já era investigado desde dezembro de 2020. Após ser constatado que ele usava o cemitério para vender os entorpecentes e as armas, uma operação foi montada e ele foi preso. Fábio já tinha antecedentes criminais por suspeita de três homicídios. 

Depois da prisão, ele foi encaminhado para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Recife.

Por O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.