O arcebispo metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira, interrompeu a missa que celebrava nesta segunda-feira, 4, na capela da residência episcopal, e se pronunciou sobre os supostos casos de abusos sexuais atribuidos a ele, em reportagem exibida no último domingo, 3.

Antes de encerrar celebração, Dom Alberto lê um texto, no qual fala apoio que vem recebendo em razão do ele chama de “escândalo” e “calúnia”.

No mesmo texto, Dom Alberto ressaltou a necessidade de manter o segredo de Justiça que lhe foi exigido, por força do inquérito instaurado que segue em andamento. Diante disso, está impossibilitado de adiantar qualquer esclarecimento sobre o caso e conceder entrevistas.  

Dom Alberto finaliza citando a experiência de um interno da Fazenda Esperança da cidade de Lajeado, no Tocantins, na qual o homem elogia e agradece o apoio dado pelo religioso no tratamento do vício em drogas.

Na reportagem exibida no último domingo, 3, Dom Alberto é acusado de abusar, no período de 2010 a 2018, de ex-seminaristas do Seminário São Pio X, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém.

Veja o vídeo na integra:  

Roma News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *