A praia de Alter do Chão está entre as dez mais bonitas do Brasil. (foto: Tamara Sare / Agência Pará)
A praia de Alter do Chão está entre as dez mais bonitas do Brasil. (foto: Tamara  Sare / Agência Pará)
A praia de Alter do Chão está entre as dez mais bonitas do Brasil. (foto: Tamara Sare / Agência Pará)

Os resultados do turismo paraense em 2015 foram apresentados nesta quinta-feira (4), no auditório da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), com a presença de representantes do poder público, empresários, profissionais da atividade e membros do trade. No ano passado, o Pará conseguiu superar a marca de um milhão de turistas recebidos, pelo segundo ano consecutivo, na soma das procedências nacional e internacional. Os dados foram produzidos em parceria pela Setur e o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Ao todo, 1.113.273 turistas vieram ao Pará, sendo pouco mais de um milhão de turistas nacionais e mais de 100 mil visitantes estrangeiros, o que representou um crescimento do setor da ordem de 2,6% no comparativo com 2014. Com isso, a atividade turística gerou uma receita superior a R$ 736 milhões para os cofres do Estado, dinheiro que foi revertido pelo governo em outras áreas, como educação, saúde e infraestrutura. O resultado comprova a importância do turismo como atividade econômica na sociedade atual, como fonte geradora de receita financeira, mas também de melhoria de vida para a população.

Desde a criação do Plano Estratégico Ver-o-Pará, em 2011, o turismo do Estado apresenta crescimento contínuo e ascendente tanto em fluxo de visitantes quanto em receita gerada. Os setores de atividades econômicas do turismo, como transporte, alojamento, alimentação, agências de viagem, cultura e lazer admitiram 25.077 pessoas no ano de 2015. O Programa Estadual de Qualificação do Turismo (Peqtur) capacitou 3.486 profissionais de atividades ligadas à cadeia produtiva do turismo.

O secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes, frisou a importância dos números para as ações e projetos que o Estado vem colocando em prática. “A intenção é fazer com que a estatística e o conhecimento dos números se tornem uma tradição e sirvam de referência para aqueles que atuam no mercado turístico paraense. Não apenas para o planejamento do poder público, mas também para a iniciativa privada no que diz respeito às estratégias e investimentos”, disse. “Temos uma meta ousada, conforme o Plano Estratégico de Turismo Ver-o-Pará, de fazer o Estado o destino turístico líder e preferencial na Amazônia Internacional”, completou o secretário.

Para o supervisor técnico do Dieese, Roberto Sena, os números têm que ser vistos sob uma ótica positiva, em função das dificuldades econômicas vivenciadas no último ano. “Desde que começamos a divulgação dos números, há quatro anos, o Pará vem mostrando crescimento consistente no turismo, acima da média nacional. A economia é muito mutável, e em 2015, mesmo sendo um ano difícil, o término foi em uma das poucas atividades que conseguiu crescer durante a crise que o país atravessa”, analisou.

Entre algumas das estratégias para 2016 que a Setur prepara para impulsionar mais um ano de crescimento do setor estão a atração de mais voos internacionais, grandes eventos de gastronomia, o Congresso Eucarístico Nacional, Belém como sede de apoio para duas delegações estrangeiras nos Jogos Rio 2016, escolha do Atlântico como rota segura de navegação, escolha do Brasil como destino de natureza e a entrada de Soure na rota de cruzeiros.

Israel Pegado
Secretaria de Estado de Turismo do Pará
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *