Foto: Divulgação

A Prefeitura de Tucuruí, no sudeste do Pará, voltou a decretar lockdown para tentar frear o avanço da pandemia de covid-19. Até a terça-feira, 16, o município havia confirmado 800 casos da doença, com 66 mortes. O novo fechamento total das atividades não essenciais, de acordo com o decreto, se justifica pela lotação do sistema de saúde e deve se estender até a próxima segunda-feira, 22.  

Segundo o Comitê Gestor de Crise de Enfrentamento da Covid-19, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município está lotada de pacientes com sintomas do vírus. Os casos mais graves são encaminhados para o Hospital Regional (HRT), que está caminhando para o colapso, de acordo com o diretor da unidade regional, Robson Roberto Rosa.

Em uma reunião por videoconferência, na tarde de segunda-feira, 15, Rosa informou que 100% dos leitos da alta complexidade foram ocupados, com excedente de um paciente. E, dos 35 leitos de média complexidade, cerca de 60% já estavam comprometidos. Além de Tucuruí, o HRT atende outros seis municípios da região.

O Decreto de Nº 048/2020 “dispõe sobre a suspensão, para atendimento presencial, das atividades não essenciais e a restrição na circulação de pessoas (lockdown), salvo por motivos de força maior, visando a contenção do avanço descontrolado da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), bem como a recuperação do Sistema de Saúde, para o restabelecimento econômico e social do município”.

A medida, que entrou em vigor na terça-feira, 16, e se estende até a próxima segunda, 22, também leva em consideração um estudo que classifica os municípios do entorno do lago como Zona 01 ou Bandeira Vermelha, que é o alerta máximo definido pela capacidade hospitalar em risco e a evolução acelerada de contaminação.

Por Roma News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *