O “Vale Gás” será concedido em duas cotas, em forma de crédito nas agências do Banpará. (foto: Agência Pará)

Inicia nesta quinta-feira (30), o pagamento da primeira cota do programa de transferência de renda “Vale Gás”, iniciativa que viabilizará a compra de botijões de 13 quilos para 98 mil famílias paraenses, que se enquadram na faixa de extrema pobreza. Para ser contemplada, a unidade familiar precisa estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com renda per capita declarada igual a zero.

O auxílio será concedido em duas cotas de R$ 100,00, disponibilizadas em forma de crédito pelo Banco do Estado do Pará (Banpará). O pagamento da primeira parcela será dividido em dois dias. 

“O ‘Vale Gás' é mais um programa que mostra a sensibilidade deste governo para com a população mais necessitada do Estado. Esse programa terá duas parcelas: a primeira com início hoje, 30 de setembro, voltada aos beneficiários nascidos entre os meses de janeiro e abril, e amanhã, na sexta-feira, 1º de outubro, serão atendidos os beneficiários nascidos entre os meses de maio e dezembro, assim como os retardatários. A relação de beneficiários contemplados já está disponível nos sites do Banpará e da Seaster”, informou o presidente do Banpará, Braselino Assunção.

“Água Pará” – Juntamente com o “Vale Gás”, o Programa Água Pará foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), e também entra em vigor nesta quinta-feira, por meio de um ato de entrega das contas quitadas pelo programa. Os demais beneficiados começarão a receber as contas quitadas na própria residência. Diariamente, os dados estão sendo cruzados e as contas dos beneficiados serão enviadas.

As iniciativas, que visam minimizar os efeitos causados pela pandemia de Covid-19 entre a parcela da população mais vulnerável econômica e socialmente, serão gerenciadas e fiscalizadas pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster). 

Para mais informações, acesse: https://www.banpara.b.br/

(com informações da Agência Pará)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *