Após o crescente número de denúncias, voltadas aos preços abusivos de materiais de construção, o Procon Pará, da Sejudh, iniciou a operação “Construção Justa”, afim de vistoriar estâncias e lojas que vendem materiais, principalmente tijolo e cimento, na Região Metropolitana de Belém.

Ao todo, 10 estabelecimentos já foram vistoriados em Belém e Ananindeua.

Foram lavrados quatro autos de constatação aos comércios que não apresentaram as notas fiscais solicitadas no ato da fiscalização, tendo um prazo de três dias para apresentar os documentos solicitados.

Um deles, além do auto de constatação, também recebeu um auto de infração por vender produtos fora da validade. O local terá até 10 dias para fazer sua defesa junto ao Procon Pará.

Tailândia

Procurado pelo Portal Tailândia, o Procon informou que haverá uma reunião hoje (03), em Belém, com o Sindicato da Indústria de Olaria Cerâmica para Construção e de Artefatos de Cimento Armado do Estado do Pará (Sindolpa), e proprietários de cerâmicas, onde será discutido e decidido se haverá essa mesma fiscalização em Tailândia, nordeste do estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *