Crédito: Divulgação

Policiais civis prenderam na manhã de quarta-feira, 7, Harlison Pinto Cunha Silva, acusado de estuprar as próprias filhas, gêmeas de quatro anos. O crime ocorreu em setembro de 2019, em Parauapebas, mas após ter o mandado de prisão expedido pela Justiça, o homem fugiu da cidade. 

Após investigações, o acusado foi localizado na cidade de Grajaú, no Maranhão. As equipes da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) e da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (Deaca) foram as responsáveis pela prisão, com apoio da Polícia Civil do Maranhão, que estava monitorando Harlison.

Segundo informações da Polícia, no dia do crime, as meninas estavam na casa do pai. Ao retornarem para casa da mãe, na hora do banho, relataram o que havia ocorrido. Uma das crianças disse que o pai havia manipulado a genitália dela. A irmã contou que ele havia colocado a boca em sua vagina. 

Após o relato das filhas, a mãe procurou a polícia e denunciou o pai das crianças. Exames comprovaram indícios de atos libidinosos. 

Harlison está preso e vai responder pelo crime de estupro de vunerável.

Por: Roma News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *