Crédito: Reprodução/Portal Roma News/Instagram

O dono da lancha em que estava Yasmin Cavaleiro, de 21 anos, prestou depoimento na Divisão de Homicídios da Polícia Civil na manhã desta quinta-feira, 16. Lucas Magalhães, de 27 anos, chegou acompanhado de dois advogados. Após finalizar o depoimento, que durou cerca de três horas, o jovem falou com a imprensa. 

Na entrevista, Lucas afirmou que Yasmim havia bebido durante o passeio e que desceu da lancha para tomar banho no rio. Nesse momento a jovem teria desaparecido. Ele contou ainda que a lancha estava parada quando a estudante desceu. Segundo Lucas, ele já teria visto a jovem tomar bebidas alcoólicas em outros momentos, mas nunca a ponto de perder a consciência. 

O jovem, que não tem autorização para pilotar, disse que conhecia Yasmin há apenas a cinco meses, e que nunca chegou a conhecer a família da vítima. O passeio começou por volta de 18 horas e o acidente aconteceu por volta das 22 horas, nesse momento, segundo ele, os passageiros da embarcação começaram a procurar pela jovem e, sem sucesso, retornaram à marina por volta de 23 horas. Lucas não soube informar se Yasmim possuía alguma desavença com alguém que estava na lancha.

Seus advogados informaram que ele está em processo para emitir a arrais, habilitação especial para conduzir embarcações, e que já poderia pilotar, e ainda que ele não teria consumido bebidas alcoolicas naquele dia. Ao contrário do que foi informado pela advogada da Gran Marine, de onde a lancha partiu e para onde retornou após o acidente, os advogados de Lucas admitiram que ele é filho de um dos administradores do local.  

Veja o que diz o advogado:

Em atualização.

Por: Roma News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.