Durante a operação, a PF encontrou dinheiro e notas fiscais na casa do investigado. (foto: divulgação PF)

A Polícia Federal realizou na manhã de hoje a operação Mapinguari. O objetivo é aprofundar a investigação de vazamento de informações de operações realizadas pelo órgão. A suspeita é de que esses dados tenham sido repassados por um servidor da própria instituição.

O vazamento trouxe prejuízo para a investigação já que os suspeitos, que não tiveram os nomes revelados, tiveram conhecimento antecipado da ação policial conhecida como Operação Migrador, deflagrada com objetivo de investigar crimes de violação de sigilo funcioinal.

A operação de hoje alcança, além do próprio servidor público,  mais seis empresários ligados à exploração ilegal de manganês, no sudeste do Pará. A operação conta com a participação de trinta e cinco policiais federais.

A ação tem por objetivo dar cumprimento a oito mandados de busca e apreensão expedidos pela 2ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Marabá/PA. Houve ainda pedido de afastamento das funções do agente público investigado.

As diligências estão em cumprimento em Belém/PA, Marabá/PA, Parauapebas/PA e Goianésia/GO.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *