A Polícia Federal cumpriu na manhã desta sexta-feira (18), três mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça Federal, sendo dois deles no município de Altamira e na capital paraense, Belém.

Trata-se de desmembramento da operação Adrenalina (deflagrada pela PF em 05 de novembro) que apura desvios de recursos do fundo municipal de saúde e que resultou em buscas na Secretaria de Saúde e na casa da atual e da ex-secretárias de saúde do município, entre outros alvos.

Os alvos da prisão de hoje são empresários do segmento de medicamentos, que, juntamente com servidores públicos, fraudavam licitações. Além disso, outros crimes como peculato, associação criminosa e corrupção ativa estão sendo investigados.

De acordo com as apurações iniciais, as empresas movimentaram mais de 200 milhões nos últimos 5 anos (dado geral, incluindo todo o volume de dinheiro das 3 empresas) e a prisão foi motivada pela reiteração, pois as fraudes se perpetuam por mais de uma década; pela garantia da ordem pública, pois os alvos têm disposição para corromper agentes públicos e permanecem praticando os mesmos delitos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *