Crédito: Reprodução/Instagram

A paraense Cristina Martins, de 33 anos, fez um relato através de seu perfil no Instagram, em que ela conta que perdeu um rim, após um procedimento estético para emagrecer com aplicação de enzimas. De acordo com Cristiane, ela precisou retirar o órgão do lado direito em uma cirurgia que seria apenas para remoção de um cálculo renal, mas, devido a aplicação de enzimas feita em novembro de 2021 e, após três meses de fortes dores e agravamento dos sintomas.

Segundo Cristina, que é designer de unhas em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém, ela teria conhecido a mulher responsável pela realização do procedimento com enzimas, e que a mesma se dizia enfermeira, e trabalhava no ramo da estética. Cristina, que tem um histórico de problemas renais e que inclusive, já removeu um cálculo no rim esquerdo, e estava em tratamento para remover outro cálculo, no rim direito, contou que no mesmo dia em que foi realizada a aplicação das enzimas, ela começou a sentir dores ainda mais fortes nos rins. Segundo a designer de unhas, os sintomas ficaram ainda mais graves e ela procurou uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). “Gente, o efeito foi tipo surreal, de tudo que eu vivi achei de fato que iria morrer, até porque passei mal o dia todo”. Ainda de acordo com Cristina, ela procurou a responsável pelo procedimento para informações sobre as reações que ela estava tendo. “Falei com a moça que me aplicou a enzima, ela disse que não era normal. Eu já estava com muita febre e frio, mas sem dores. Quando deu meia noite, meu rim deu o primeiro sinal que não estava bem, aí devido as dores eu não conseguia falar e andar, por conta disso fui para a UPA. Chegando lá falei tudo que tinha acontecido, me aplicaram dipirona na veia e voltei pra casa, mais as dores e vômito só pioraram, nem água entrava”, explica. 

De acordo com Cristina, ela foi encaminhada ao urologista e tinha uma cirurgia marcada para a retirada do cálculo no rim direito no último dia 24 de fevereiro, mas, segundo ela, o que era para ser um procedimento pouco invasivo, acabou se tornando em uma ocorrência de urgência na mesa cirúrgica. De acordo com ela, assim que soube da retirada do órgão, ela desmaiou. Segundo a paciente, os profissionais de saúde responsáveis pelo caso informaram que a inflamação no rim poderia chegar à coluna e complicar drasticamente o seu quadro clínico.

Segundo Cristina, a responsável pelo procedimento foi escolhida por ela, devido a facilidade dela atender em domicílio. “Eu achei facilidade ela poder vir me aplicar e eu não precisar me deslocar, sair do meu trabalho”, explicou. Conforme a designer, ela disse ter acreditado que a aplicadora era mesmo enfermeira, mas, posteriormente descobriu que ela era, na verdade, radiologista. Segundo Cristina, a mulher a bloqueou na rede social em que elas se comunicavam e também informou que pretende entrar com um processo judicial contra a aplicadora. “Não errem como eu errei”, alerta a designer.

Veja o relato:

Por: Roma News

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.