Crédito: Reprodução/Redes Sociais

O paraense Círio Furtado da Silva, de 34 anos, foi assassinado a pauladas na última terça-feira (17) enquanto retornava para casa após o turno de trabalho como motoboy. O corpo foi encontrado na Avenida São Xavier, Zona Leste de Manaus. Círio foi vítima de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Os assaltantes levaram a motocicleta, carteira e celular do paraense.

Ciro e sua esposa, Katiane Fátima Silva são naturais do município de Itaituba, localizado no sudoeste do Pará, se mudaram para Manaus em 2018 em busca de oportunidades de trabalho. Katiane comenta que o marido era mecânico formado, mas que devido a pandemia, passou a atuar como motoboy durante a noite, realizando entregas de uma tacacaria em um bairro ca capital amazonense. Ele estava prestando esse serviço há pouco mais de 1 mês, conta a mulher.

Após o assalto, Katiane conta que não pretende permanecer em Manaus: “Vou embora, nossa residência fica aí (Itaituba), nossa casa é no loteamento Buruti”. A esposa de Ciro também relata medo e revolta “Mataram meu marido de forma covarde. Foi levado moto, celular, carteira, tudo”, afirma.

A esposa e a filha do casal, de seis anos relembram que Ciro amava praticar esportes no tempo livre, especialmente corrida e ciclismo, onde ganhou inúmeras medalhas. O corpo de Círio será velado em Manaus, onde também será seu sepultamento.

Por: Giro Portal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *