(foto: divulgação Polícia Civil)

Na manhã desta terça-feira, 06, foi desencadeada a operação “Travessia”, decorrente de 2 meses de investigações realizadas pela Polícia Civil de Castanhal (NAI Castanhal, Delegacia do Centro/Superintendência da 3 RISP), tendo como alvo uma associação criminosa responsável por abastecer de substância entorpecente a região nordeste paraense, assim como outros Estados da federação, movimentando vultosa quantidade de droga.

Como resultado, foram autuados os nacionais Milton Cesar Lage, de 47 anos de idade, e seu filho, um menor de 16 anos de idade. Foi dado cumprimento, ainda, a mandados de prisão preventiva expedidos contra os nacionais Admilson Monteiro da Mota e Joyciane Damasceno de Sousa Lage, respectivamente, cunhado e esposa de Milton, todos com domicílio na cidade de Igarapé-Açu, nordeste do Pará, de onde gerenciavam o esquema criminoso.

O acusado Milton, o qual ja estava com prisão decretada em virtude das investigações, se dirigiu do município de Igarapé-Açu para o município de Belém para pegar um caminhão que havia chegado em um porto na capital, e ao iniciar o deslocamento ao município de destino (Igarapé-Açu) foi abordado.

No momento em que Milton adentrou no caminhão, junto com seu filho, os mesmos foram abordados pelos policiais civis que ao verificarem posteriormente a carga que o caminhão transportava, se depararam com diversos móveis. Ao prosseguir na revista, muito bem escondido, dentro dos móveis foram encontrados 70 kg da substância entorpecente conhecida como oxi, derivado da cocaína.

Droga apreendida iria ser comercializada no nordeste do Pará (foto: Polícia Civil)

Após o fato foi dada voz de prisão de prisão em flagrante a Milton. Cabe ressaltar que Milton foi identificado como um grande articulador e distribuidor de drogas e que durante as investigações um sobrinho do mesmo, foi preso pela mesma equipe da Polícia Civil transportando 5kg de pedra de oxi, totalizando a apreensão de 75 kg do entorpecente.

Sete veículos incluindo carros de luxo foram apreendidos pela polícia. (foto: Polícia Civil)

Durante a deflagração da operação foi dado cumprimento a mandados de buscas e apreensão deferidos pelo juíz Cristiano Magalhães, nas residências de Milton em Igarapé-Açu, onde foram encontrados e apreendidos sete veículos, incluindo carros de luxo, notebook, aparelhos celulares, a quantia de R$ 4.277,00 (quatro mil reais em dinheiro), além de diversos documentos de propriedade de bens móveis e imóveis do acusado e de seus familiares envolvidos na associação criminosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *