O mototaxista Alan Souza Paiva, de 33 anos, não resistiu ao ser alvo de vários disparos de arma de fogo, no bairro Jardim União, em Marabá, no sudeste paraense. O crime ocorreu no final da noite desta terça-feira (18), por volta das 23 horas. Segundo testemunhas, dois homens em uma motocicleta preta se aproximaram da vítima e efetuaram pelo menos 10 tiros de pistola 380. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu dentro da ambulância.

Segundo populares, Alan chegou a trabalhar como motorista de táxi por aplicativo em um carro alugado, mas teria se envolvido em alguma confusões e o proprietário do veículo cancelou o acordo. Segundo amigos, ele também trabalhava como entregador de pizzas em Marabá. As informações são do Debate Carajás.

Duas versões sobre a vítima ganharam as redes sociais: a primeira é a de que ele era um trabalhador incansável e segunda aponta a vítima como membro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). As informações não foram confirmadas pela Polícia, mas o caso será investigado pelo Departamento de homicídios da 21ª Seccional Urbana de Marabá.

Por: O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *