A acreana, natural do município de Plácido de Castro, Ramira Gomes da Silva, foi presa na tarde desta segunda-feira (17), em Porto Velho, capital de Rondônia, acusada de ter matado, esquartejado e enterrado o próprio filho, um bebê de 5 meses, no terreno de uma residência.

Segundo informações da polícia, o crime considerado macabro foi registrado no no município de Sorriso, no estado do Mato Grosso. O bebê, identificado como Brayan, de 5 meses, foi morto pela acreana Ramira e a companheira de mulher.

Em depoimento, a mãe da criança disse que acordou durante a madrugada e o filho que estava no carrinho de bebê já não estava mais respirando. Com ajuda de outra mulher, que é companheira da acusada, Ramira cavou um buraco em baixo de uma pia de lavar roupas e enterrou a criança com os braços e as pernas decepadas. Após o crime, as duas mulheres abandonaram a casa e fugiram.

Uma vizinha que sentiu um forte odor vindo do terreno e resolveu chamar o proprietário do imóvel que foi alugado para Ramira. No local, a criança foi encontrada fora da cova rasa, após um cachorro ter puxado e comer parte do corpo do bebê.

A Polícia Militar isolou a área e o corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML). O caso foi investigado pela Polícia Civil de Sorriso, que agiu rápido e conseguiu identificar a mãe da criança e expedir o mandado de prisão.

A prisão de Ramira aconteceu na tarde desta segunda-feira, dentro de um barco em Porto Velho. A acusada estava deitada em uma rede e seguia com destino a Manaus, no Amazonas.

A criminosa será encaminhada de volta à cidade de Sorriso, onde o crime aconteceu. A mulher agora aguarda os trâmites processual da Justiça.

Com informações do site Terra MT Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *