Reprodução/Redes sociais

Os ex-prefeitos de Moju, Deododo Pantoja da Rocha e seu filho, Leandro Henrique Pantoja da Rocha, além da ex-secretária de educação Maria Lúcia Cristo, tiveram parte de seus bens bloqueados pela Justiça do Pará. Isso não implica no registro de candidatura de Lúcia Cristo, tendo em vista que ela já teve seu registro deferido.

Eles são acusados de improbidade administrativa, por suspeitas de irregularidades na contratação de uma empresa para a construção de quadra esportiva na zona rural de Moju. O valor do contrato é de R$ 72.978,63 (setenta e dois mil, novecentos e setenta e oito reais e sessenta e três centavos).

No primeiro processo, o Ministério Público, através de fiscalização, concluiu que apenas 52,6% da obra teria sido concretizada. O contrato teve o seu fim em 06/07/2018.

Com a cassação do mandato do ex-prefeito Deodoro Pantoja da Rocha, o seu filho, que era o presidente da Câmara Municipal de Moju, assumiu a Prefeitura e, segundo a decisão do MP, não concluiu as obras.

Lúcia Cristo é candidata a prefeita pelo PSDB. Embora ela seja citada na decisão, isso não implica em seu registro de candidatura. Na terça (13), Lúcia teve seu registro de candidatura deferido pela Comarca de Moju.

Por: Portal Moju News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *