Vídeos que circulam em redes sociais mostram um homem acusado de furto devolvendo pertences para as vítimas e declarando que foi salvo pela figura central do cristianismo.

A gravação foi registrada por um policial, que estava armado e chega a mostrar o revólver na câmera em um momento, à altura do Km 6, Núcleo Nova Marabá.

Identificado no vídeo apenas pelo prenome André, o homem é obrigado a devolver uma bicicleta que furtou de um trabalhador em um dos vídeos. “Jesus mudou a minha vida”, disse ele à vítima em meio a pedidos de desculpas forçados pelo policial que filmava a cena.

As mesmas declarações se repetiram no momento em que o suspeito devolvia sucata furtada do caminhão de uma empresa de implementos agrícolas, situada à margem da BR-230 (Rodovia Transamazônica).

O suspeito, André, teria sido flagrado por policiais que faziam ronda pelo logradouro público e, por esse motivo, ainda estava com os produtos de furto. “Em Marabá, ladrão não se cria. Aqui ladrão não se cria”, garante o policial que registrou a cena.

Depois da sessão de flashes, que dividiu opiniões nas mídias pelo advento da Lei de Abuso de Autoridade, que proíbe a exposição de suspeitos para a curiosidade pública, André teria sido conduzido à 21ª Seccional Urbana de Polícia Civil, na Folha 30, e autuado pelo crime de tentativa de furto.

(Portal Debate Carajás)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *