A partir de uma denúncia de estupro de vulnerável, registrada no município de Floresta de Araguaia, no sudeste do Pará, a Polícia Civil prendeu um homem que estava foragido da Justiça dos estados de Mato Grosso do Sul e Minas Gerais, acusado de latrocínio e outros crimes. A informação foi divulgada esta semana.

Segundo a instituição, ao investigar o estupro, a polícia descobriu que o homem usava nome falso. Foragido, ele foi condenado a 30 anos de reclusão e 345 dias-multa, pelo crime de latrocínio, praticado contra um uma pessoa durante um assalto a um carro-forte em 1997, além de antecedentes criminais por homicídio e outros crimes.

Ele ainda confessou, durante o seu depoimento, ser membro de uma facção criminosa. O acusado está custodiado na delegacia, mas deve ser levado para um dos estados onde já foi condenação.

O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *