O suspeito, identificado por Andreilson Sarmento Galúcio foi preso nesta segunda-feira (24). | Reprodução

O Pará ocupa a 4ª posição entre os estados com mais casos de homicídios contra mulheres, crimes estes denominado como feminicídio em que a vítima é espancada ou morta em atos de violência doméstica geralmente praticado pelo companheiro ou ex-maridos.

Para cada 100 mil habitantes, o índice de assassinatos de mulheres é de 7,7. À frente estão Roraima (20,5), Ceará (10,2), e Acre (8,4). Os dados foram coletados pelo Atlas da Violência 2020, documento divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

No último domingo (23), uma mulher, identificada como Mônica Tarciane Rodrigues do Amaral, foi encontrada morta na residência em que morava, localizada na av. Jasmim, no bairro Jardim Santarém.

A mulher foi encontrada por um vizinho que disse não ter visto a vítima durante todo o dia de domingo, então por volta das 23h30  foi até a casa de Mônica e viu a porta aberta, então entrou e achou o corpo na sala, em seguida acionou a Policia.

A vítima apresentava um golpe ocasionado por uma faca, na altura do pescoço.

O suspeito, identificado por Andreilson Sarmento Galúcio foi preso na segunda-feira (24) mas negava a autoria do crime, no entanto, no final da tarde ele acabou confessando.

A delegada Rafaela, da Deam, disse que Andreilson alegou em depoimento que agiu em legítima defesa, pois na versão do suspeito, a Mulher que teria pegado a faca para mata-lo. Em seguida teriam entrado em luta corporal. Andreilson conseguiu tomar a faca de Mônica e feriu a vítima. A faca utilizada no crime foi apreendida com o acusado.

Após os procedimentos de flagrante, o criminoso ficará a disposição do Poder Judiciário.

Por: Edinei Silva/RBATV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *