Publicado nesta segunda-feira (06), em Edição Extra do Diário Oficial do Estado, o governo estadual proíbe a realização presencial de cultos religiosos.

No Artigo 11, o governo apenas recomendava a suspensão de celebrações com público:

Art. 11. Fica recomendada, pelo prazo do decreto, a suspensão de
celebrações com público em todos os espaços religiosos no âmbito do
Estado.

Mas o Artigo 17, proíbe por 15 dias a contar da data do decreto, a realização de cultos/eventos religiosos presenciais no estado. Veja:

Art. 17. Excepcionalmente, e pelo período de 15 (quinze) dias, a contar da data
de publicação deste decreto, fica estabelecido o seguinte:
I – a proibição de realização de cultos/eventos religiosos presenciais;

A medida foi anunciada junto com outras ações com o objetivo de conter o avanço do coronavírus no estado.

Até as 18h30 desta segunda, a Sespa confirmou 123 casos de Covid-19 no Estado com 5 óbitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que aconteceu hoje, direto no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.