Foi localizado no início da tarde de sábado, 11, às margens do Rio Anajás, o corpo de Amanda Ribeiro, de 10 anos, que estava desaparecida desde a última terça-feira, 7, no município de Anajás, região da Ilha do Marajó. O superintendente regional da Polícia Civil do Marajó Ocidental, delegado Paulo Junqueira, confirmou que a menor foi encontrada amarrada embaixo de um trapiche da cidade.

As informações preliminares apontam que o corpo tem sinais de violência e estaria em estado de decomposição. A Polícia Científica do Pará (PCP) foi acionada para coletar informações que serão utilizadas na investigação. Em seguida, o corpo será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Breves para ser submetido ao exame de necropsia.

Devido à grande repercussão do caso, moradores de Anajás ocuparam o entorno da cena do crime e os agentes de segurança precisaram fazer o isolamento da área.

Segundo bombeiros militares, a suspeita é de que a menina tenha sido estrangulada. O corpo de Amanda também apresentava outros hematomas.

Amanda Ribeiro, de 10 anos, saiu de casa na manhã da última terça-feira, 7 de junho, e desapareceu. Durante as buscas pela menina, os agentes de segurança refizeram os passos da criança para averiguar o que teria acontecido. Testemunhas afirmaram ter visto Amanda no período da tarde e noite. Parte das testemunhas falam que ela estava andando sozinha e outras que estava acompanhada de outra menina.

A Polícia Civil agora irá trabalhar para identificar os responsáveis pelo crime.

Canais de Denúncias:

•Polícia Militar de Anajás: (91)8412-9316
•Delegacia de Polícia Civil de Anajás: (91)3605-1287
•Conselho Tutelar de Anajás: (91)989068292 ( Angelo Pamplona Menezes); (91)980251798 (Richardson Freitas); (91)984530995 (Luiz Almeida da Costa).

Por: Roma News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *