Trabalhadores petroleiros de Belém anunciaram que vão vender botijões de gás de cozinha, a R$ 40, como forma de protesto pelo preço do combustível nacional.

A ação também será feita em outras cidades e demarca a adesão do Sindicato dos Petroleiros dos estados do Pará, Amazonas, Maranhão e Amapá à greve nacional dos petroleiros.

Em Belém o ponto de venda será o terminal petroquímico de Miramar, na rodovia Arthur Bernardes. Serão apenas 200 botijões disponíveis para a venda, que deve ter início às 6 h.  

O controle será feito através de senhas, e metade delas será disponibilizada para beneficiários do programa Bolsa Família que residem próximo ao local. A outra metade das senhas é para trabalhadores de empresas da Miramar.  

Greve do petroleiros 

A greve dos petroleiros completou 13 dias nesta quinta-feira, 13. A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e seus sindicatos tem realizado várias ações solidárias para que a população possa ter acesso a combustíveis com preços justos.

Segundo os grevistas, a intenção é alertar a população sobre os prejuízos causados pela política de preços que a Petrobras adota desde 2016 e que faz parte do pacote de desmonte e privatização da empresa.

Durante o dia de hoje, os sindicatos estarão subsidiando descontos de botijões de gás e gasolina em seis estados do país – Amazonas, Pernambuco, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Amanhã, além do Pará, também haverá subsídios de combustíveis no Rio Grande do Norte e Ceará. 

Desde o início da greve, os petroleiros já realizaram ações semelhantes no Paraná, em Minas Gerais, São Paulo, Bahia, Espírito Santo e Rio Grande do Sul.

*Com informações Roma News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que aconteceu hoje, direto no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.