Reprodução/ Diário de Cametá

Seis pessoas morreram e outras 10 foram regatadas com vida. Esses são os números mais atuais após o naufrágio da embarcação que naufragou na localidade de Cacoal, em Cametá, região nordeste paraense, no último sábado (16/04/22), as equipes da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR) e do Corpo de Bombeiros Militares do Pará retornaram as buscas por uma pessoa desaparecida.

A embarcação, não é registrada junto à CPAOR, saiu de uma localidade (não informada), com destino à cidade de Cametá, naufragando nas proximidades de Cacoal no Rio Tocantins.

VÍTIMAS DO NAUFRÁGIO NA LOCALIDADE DE CACOAL

– Andressa Caroline Gonçalves da Veiga (7 Anos).

– Ingrid Neilane Gonçalves Ramos (19 Anos).

– Waldinei dos Prazeres Ramos (48 Anos).

– Paulo Gabriel Gonçalves Vulcão (21 Anos).

– Victor Henrique Gonçalves (22 anos).

– Nazaré Gonçalves Veloso (51 Anos).

SEGUNDO COMANDANTE, APÓS VENTO FORTE, PASSAGEIROS CAÍRAM NO RIO

“De acordo com comandante da embarcação, após um forte vento, passageiros caíram na água, sendo resgatados por outras embarcações que passava pelo local. Ainda segundo o comandante da embarcação, ainda há uma pessoa desaparecida e seis pessoas morreram”, disse a CPAOR, logo que tomou conhecimento do fato, às 19h de sábado.

Após tomar conhecimento do ocorrido, a Capitania dos Portos afirmou que enviou imediatamente uma Equipe de Busca e Salvamento para o local do naufrágio, para realizar buscas aos desaparecidos. Foi instaurado um inquérito para apurar as causas, circunstâncias e responsabilidades do acidente.

A Marinha do Brasil destaca ainda que incentiva a sociedade a participar ativamente no esforço de fiscalização, informando qualquer situação que possa afetar a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana no mar e vias navegáveis ou que represente risco de poluição ao meio hídrico.

Por: Diário de Cametá

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.