Foto: Divulgação (Norte Energia)
Foto: Divulgação (Norte Energia)
Foto: Divulgação (Norte Energia)

O município de Altamira começou a ser monitorado por 27 câmeras de segurança. Até o fim de dezembro serão instaladas mais 35. Outras 25 passarão a funcionar a partir de janeiro do próximo ano. A instalação do sistema de videomonitoramento faz parte de um convênio de cooperação técnica e financeira entre a Norte Energia, responsável pela operação da usina de Belo Monte, e o governo do Pará.

Os bairros Independente 1 e 2 e a saída de Altamira, no sentido Brasil Novo, já estão sob monitoramento das câmeras. Os equipamentos estão posicionados em pontos estratégicos, onde há incidência de crimes. As câmeras podem girar 360 graus e têm alcance de 600 metros. Os equipamentos são interligados por fibra ótica.

As imagens ficam armazenadas por um período de 30 dias. O serviço de monitoramento será realizado pelo Núcleo Integrado de Operações (NIOP), da Polícia Militar em Altamira.

Segundo a Norte Energia, a empresa já destinou cerca de R$ 100 milhões para fortalecer a segurança pública na região do Xingu. No total, serão investidos mais de R$ 120 milhões em obras e aquisições. Entre os equipamentos estão um helicóptero e cessão para os órgãos de segurança de caminhonetes, motocicletas, guinchos, ônibus, lanchas, algemas e coletes à prova de bala, além de sistemas de rádio e vídeo.

 


Via ORM News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *