Reprodução/Redes sociais

Cerca de 24 horas depois do assassinato do sargento da reserva da Polícia Militar do Pará, Jocelino Cardoso Cepeda, na ilha de Mosqueiro, distrito de Belém, a PM conseguiu capturar um dos envolvidos no crime. O militar foi morto em casa, na praia de São Francisco. O suspeito, que ainda não teve a identidade divulgada, foi apresentado na sede da Divisão de Homicídios na capital, no final da manhã desta quinta-feira, 19.

O acusado contou que recebeu R$ 1 mil para matar Sepeda, mas disse que só soube que se tratava de um policial após o crime. O homem contou ainda os nomes de outros envolvidos na morte do sargento. Ele foi capturado em Santa Bárbara, na Região Metropolitana de Belém.

Na última quarta-feira, 18, outro envolvido na morte do sargento Cepeda acabou morto por intervenção policial, no bairro do Caranduba, na ilha de Mosqueiro. Thiago Francisco Roldão da Silva. Com ele a polícia apreendeu um revólver calibre 38.

Por: Roma News

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.