“Cleiton” – Crédito: Redes sociais

O vaqueiro Cleiton Soares foi detido na noite do último domingo, 26, e confessou ter assassinado os patrões João Valadares, 58 anos, e a esposa Anita Valadares, 54. O crime ocorreu no dia 22 deste mês, mas somente na véspera do natal, dia 24, eles foram encontrados mortos envoltos a uma lona, embaixo da cama, no município de Canaã dos Carajás. O acusado foi detido em Santa Maria das Barreiras, a mais de 300 quilômetros de onde cometeu o crime.

Segundo o 22º Batalhão de Polícia Militar (BPM), no domingo, o pelotão de Santa Maria das Barreiras foi acionada através de denúncia anônima informando que haviam dois indivíduos transitando em um veículo branco modelo Fiat Uno, na região da Vila Jaú, zona rural, e um deles seria o suspeito de ter  assassinado o casal de fazendeiros em Canaã dos Carajás.

Ao fazer buscas na área, a guarnição se deparou com o veículo, e os suspeitos imediatamente empreenderam fuga adentrando na mata. A guarnição conseguiu deter um homem que estava na companhia do acusado, porém, Cleiton não foi encontrado. O homem que estava com ele e o veículo foram conduzidos e apresentados na delegacia de Polícia Civil de Conceição do Araguaia, juntamente com os documentos das vítimas que foram encontrados no interior do veículo, sendo carteiras de identidade, CPF, Cartão do SUS e documentos do veículo, o que constatou que o carro foi roubado do casal que Cleiton matou. 

Horas depois dessa primeira ação, Cleiton saiu da mata e  procurou abrigo em uma propriedade na Vila Jaú. Lá, ele admitiu ter assassinado o casal e contou o motivo: segundo o vaqueiro, ele saiu para caçar após um desentendimento com os patrões. “O meu patrão me seguiu com uma espingarda e naquele momento a única coisa que eu pensei foi matar ele, pois fiquei com medo do que poderia acontecer”, disse.

Os moradores detiveram Cleiton e acionaram os homens da Polícia Militar, que se deslocaram para lá e concretizaram a prisão, e conduziram o acusado para fazer apresentação na Delegacia de Redenção.

O caso

Um crime chocou os moradores de Canaã dos Carajás, no sudeste do Pará, nesta sexta-feira (24), véspera de Natal. O casal João Valadares, 58 anos, e Anita Valadares, 54, foi assassinado em sua propriedade, na Vila Feitosa. Anita e João estavam sumidos desde a noite de quarta -feira, quando João acessou o Whatsapp pela última vez. Desde então, os dois não atendiam os telefonemas da família e não respondiam às mensagens. Preocupados, alguns familiares foram à fazenda do casal. Os dois foram encontrados mortos e os corpos já estavam em decomposição.

A cena do crime era chocante e a filha caçula do casal foi quem os viu primeiro. Anita foi encontrada descalça, o que indica que foi surpreendida pelos criminosos. Não há sinais de luta corporal, nem de invasões na propriedade. O casal provavelmente foi assassinado a tiros, mas ainda não há laudo médico.

O principal suspeito de ter cometido o crime sempre foi Cleiton. Ele morava na propriedade junto com a mulher e a filha, não é visto há alguns dias, o que levanta suspeitas. A família ofereceu recompensa de R$ 10 mil para quem encontrá-lo. João e Anita chegaram em Canaã dos Carajás no ano de 1985 – são, portanto, pioneiros do município tendo contribuído muito para a produção rural local.

Veja o video;


Por: O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.