Divulgação

No município de Santarém, oeste do Pará, a Justiça determinou a prisão preventiva de Ted Jorge Ferreira Moreira, suspeito de abusar sexualmente, engravidar e ajudar no aborto da própria enteada, que morreu, após complicações no procedimento. Ted está foragido desde a morte da adolescente, em agosto de 2019.

O caso aconteceu em agosto de 2019 e, segundo informações os abusos ocorriam no município de Mojuí dos Campos, onde a família morava.

A Promotoria de Justiça efetuou o pedido de prisão preventiva levando em consideração a prova da existência do crime e indícios suficientes de autoria, com base nos laudos e depoimentos no inquérito policial.

Além disso, a Promotoria levou em consideração o histórico criminal do acusado, que já responde por outra ação penal envolvendo crimes dolosos contra a vida.

Entenda

De acordo com a investigação, o suspeito levou a adolescente para o hospital, que deu entrada com um forte sangramento fruto de um aborto. 

A vítima passou por exame Beta HGC que confirmou a gestação. Em seguida, submetida a uma ultrassonografia, confirmou que o feto estava morto e precisou passar por um procedimento cirúrgico.

O pai da adolescente procurou a Polícia Civil de Santarém e registrou boletim de ocorrência informando que a filha morreu em decorrência de um aborto e, o padrasto dela, Ted Jorge, abusava sexualmente da menina desde o ano de 2012.

Por: Roma News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *