O soldado Marivaldo recebeu voz de prisão ainda na UPA de Abaetetuba. (Reprodução / Redes sociais)

O soldado da Polícia Militar Marivaldo Quaresma, mais conhecido como “Kiko”, foi preso, após balear e matar o jovem Helder Morais Santos, na madrugada desta segunda-feira, 21, no município de Abaetetuba, região nordeste do estado.

Os dois bebiam próximo de um posto de combustíveis, localizado na avenida Dom Pedro II, quando, segundo testemunhas, teriam começado a discutir. O PM sacou a arma e desferiu um tiro em Helder. Em seguida, pessoas que estavam no local partiram para cima e espancaram o militar, que ficou desacordado.

Marivaldo e Helder foram socorridos para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Abaetetuba, onde foi constatada a morte da vítima do disparo. Familiares e amigos de Helder tentaram invadir o local, na tentativa de linchar o policial. Uma guarnição do 31º Batalhão de Polícia Militar foi deslocada à unidade hospitalar para conter o tumulto.

A delegada de plantão Luiza Gomes esteve na UPA e deu início aos procedimentos de prisão em flagrante do soldado Marivaldo, que, após receber atendimento médico, foi transferido para Belém.

A reportagem de Oliberal.com entrou em contato com as polícias Civil e Militar e aguarda retorno sobre quais providências já estão sendo tomadas em relação ao militar.

Por: O Liberal

Comentário
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.