Crianças utilizam sala de informática em escola pública de Curitiba (Daniel Castellano / Secretaria de Educação de Curitiba)

O Conselho Nacional de Educação (CNE), aprovou na última quinta-feira, 17 de fevereiro de 2022,  as “Normas sobre Computação na Educação Básica – Complemento à BNCC”. A aprovação foi por unanimidade, acatando o parecer do relator Ivan Cláudio Pereira Siqueira. Agora, o documento seguirá para homologação do Executivo. 

Quando homologada, a normatização colocará definitivamente a Computação, seus fundamentos e tecnologias, no centro do sistema educacional brasileiro. “Isso terá enorme impacto em nosso país. Certamente, a demanda por docentes licenciados será o maior desafio e nossa comunidade terá papel preponderante na busca de soluções”, comenta o presidente da Sociedade Brasileira de Computação (SBC), Raimundo José de Araújo Macêdo. 

A SBC  tem participação direta na elaboração dos documentos e no processo de sua aprovação ao longo dos seis últimos anos. O trabalho é resultado do engajamento da Diretoria da SBC, em especial da sua Diretoria de Educação, além da Comissão Especial em Informática na Educação, Rede de Licenciaturas e da contribuição de muitos pesquisadores importantes que integram a comunidade. ”Um trabalho de fôlego e coletivo, do qual devemos nos orgulhar”, completa Macêdo.

O município de Tailândia já conta com o ensino de informática. Em 2013, uma turma de Licenciatura Plena em Informática foi formada pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA). Além desses profissionais, existem professores de outros municípios atuando nesta área em Tailândia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.