Na madrugada deste domingo (19), uma equipe da Polícia Civil da Superintendência do Baixo Tocantins fez diligência para capturar os envolvidos na morte de Andressa Vilhena Carvalho, que foi vítima de feminicídio na última quinta-feira (16) no município de Abaetetuba.

Os acusados Cleysson Benedito da Silva, autor do tiro, e Samuel Cardoso Rodrigues, acusado de dar apoio no crime, de acordo com imagens divulgadas por vídeos, foram mortos durante troca de tiros com a polícia.

Por meio de denúncias anônimas feitas pelo canal 181, do Disque-Denúncia, as forças de segurança do Estado foram deslocadas até o ramal onde estavam escondidos os envolvidos. Chegando ao local, a equipe da Polícia Civil foi recebida com disparo de arma de fogo. Houve troca de tiros.

Foram apreendidas no local, de posse dos envolvidos, uma pistola ponto 40, de uso exclusivo da Polícia Militar, que havia sido roubada, e ainda uma arma de fabricação artesanal.

“Tivemos na última semana, infelizmente, quatro casos de feminicídio no Estado, que causaram revolta e repercussão por parte da população. Em razão disso, as forças de segurança pública estavam no encalço dos envolvidos, tendo em vista que havia imagens que possibilitaram a identificação dos mesmos no crime. A Polícia Civil recebeu uma informação anônima pelo Disque-Denúncia (181), onde estariam escondidos os envolvidos”, esclareceu o secretário de Segurança Pública do Estado, Ualame Machado.

“A partir dessas informações, a polícia se deslocou até o local. Durante a ação houve troca de tiros, o que levou a óbito os envolvidos. Os procedimentos estão sendo feitos na Seccional de Abaetetuba e posteriormente serão encaminhados à justiça”, complementou.

Por Agência Pará

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *